Preparando crianças com autismo, TDAH e outras “habilidades especiais” para a transição para a Middle School

June 13, 2018
Disability Services
Special Needs
News

Dr. Eric Nach, Ph.D., M.Ed., A.S.D. Licenciado

 

A transição da elementary para a middle school (da 5ª para a 6ª série) é um marco enorme para todas as crianças e seus pais. Para crianças portadoras de autismo, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade – TDAH (ADHD na sigla em inglês) e outras “habilidades especiais”, esta mudança drástica de vida é ainda mais traumática do que para seus pares neurotípicos

(NT sigla em inglês).  Como a vida é repleta de desafios inesperados, a imprevisibilidade da interação diária é excepcionalmente difícil para essas crianças e suas famílias. Podemos planejar e nos preparar para a transição para a middle school, apesar de a experiência indicar que não há garantia quanto às realidades da vida.

Pais e alunos perceberão que as expectativas de professores e alunos são muito diferentes

e mais exigentes do que as na elementary school.  Segundo nossa experiência em ajudar pais e filhos, muitos fatores contribuem para o sucesso e a felicidade do aluno considerando-se que a intensidade e o impacto da transição são diferentes para cada criança portadora de autismo, TDAH e outras “habilidades especiais”, e também o modo como as famílias se preparam para lidar com a transição.

O objetivo principal do professor da middle school é ajudar todos os alunos a desenvolver as habilidades necessárias para a obtenção do sucesso nesta fase da educação, seguida do ensino médio e além deste.  Os professores na middle school esperam que todos os alunos operem em um nível mais elevado de independência do que na elementary school. Percebemos que os professores que tendem a ser mais bem-sucedidos a ajudar “nossas crianças” na transição entendem que praticamente todos os novos alunos da 6ª série ainda operam em um nível de 5ª série ou abaixo em termos emocionais, sociais, comportamentais e, às vezes, acadêmicos. Crianças portadoras de autismo, TDAH e outras “habilidades especiais” tendem a ter uma maior variação na maturidade social e emocional, enquanto muitas delas se sobressaem academicamente. A maioria de “nossas crianças” precisam de instruções diretas sobre como atuar no campus de uma middle school devido a problemas de “percepção” e desafios associados à “Teoria da Mente” (entender os pensamentos e percepções de outros).  Entre algumas das habilidades que precisam aprender estão: organização (agora terão 6 ou mais aulas independentes), autodefesa (como satisfazer suas próprias necessidades), socialização (frequentemente as crianças com as quais cresceram e compartilharam aulas não estão mais ao seu lado) e a adaptação às novas rotinas. A transição para muitas aulas em um campus muito maior e a convivência com um número maior de alunos e professores exigirão muito planejamento, dedicação e esforço de todos os envolvidos: pais, professores, administradores, pessoal de suporte, especialistas e as próprias crianças.  Na high school, os professores estão cada vez mais direcionados ao conteúdo e concentrados em comunicar conhecimentos sobre matérias específicas, enquanto precisam ajudar vários alunos a se ajustar aos mesmos problemas de transição relacionados aos alunos e professores da middle school.

Os professores na elementary school passam um tempo consideravelmente maior com os alunos podendo assim conhecer seus maneirismos e estilo de aprendizagem. Muitas das crianças portadoras de autismo, TDAH e outras “habilidades especiais” “aprendem visualmente” e se beneficiam quando podem praticar e conhecer anteriormente a organização em uma classe ou um ambiente específico - é necessário mostrar-lhes como utilizar os materiais disponíveis. Suas mochilas são geralmente chamadas de “buraco negro” porque o trabalho da escola e outros materiais desaparecem misteriosamente, geralmente devido a desafios relacionados ao “funcionamento executivo” vivenciados por muitos alunos da middle school. É fácil entender que uma disfunção executiva (falta de organização, planejamento e cumprimento) é mais devastadora quando ocorre com “nossas crianças”, impactando todos os aspectos de sua vida. Elas precisam aprender a fazer a transição de uma aula para outra, caminhar até o refeitório, entrar e sair do campus da escola, usar as regras de etiqueta dos banheiros, encontrar e usar os ônibus ou a fila dos pais esperando na escola, o que fazer antes da aula começar e depois de acabar, e ser bem-sucedidas em todas as áreas da escola, inclusive no ginásio de esportes.

As crianças com “habilidades especiais” se beneficiam de experiências da “vida real” para praticar a adaptação ao ambiente da middle school. Muitas habilidades sociais e acadêmicas na interação com colegas, professores e outros precisam ser ensinadas diretamente. Entre as habilidades adicionais a serem aprendidas estão: saber o que é uma tarefa de casa completa, tomar notas e fazer o trabalho de classe, saber defender-se, e estudar e completar os testes com sucesso.

O planejamento e o cumprimento adequado podem fazer toda a diferença entre uma transição bem-sucedida ou desastrosa entre a elementary e a middle school. É hora de ter certeza de que pais e alunos já têm o plano de transição em ordem.

 

Eric Nach, Ph.D. é um especialista de desenvolvimento e comportamento, e presidente do “Suport for Students Growth Center” (Centro de Apoio ao Crescimento do Aluno) em Boca Raton. No centro, Dr. Nach e sua equipe de profissionais fornecem serviços sociais, comportamentais e acadêmicos para crianças, adolescentes, jovens e suas famílias.

www.SupportForStudentsGrowthCenter.com

Share this post

Learn More About CSC Broward

Accessibility Statement

Our organization provides leadership, advocacy and resources to enhance the lives of the children of Broward County and empower them to become responsible, productive adults.

Stay Connected