TRAZENDO OS PAIS DE VOLTA

July 14, 2021
Basic Needs
Education
Health and Mental Care
Family Support
News

Arlene L. Connelly – Fundadora e CEO do ISEE Group, LLC

O QUE É O VAZIO DEIXADO PELO PAI? Entenda o problema:

Existe o ‘vazio deixado pelo pai’ e os efeitos traumáticos dessa falta em nossas vidas são sentidos desde a infância até a idade adulta. Muitos sofreram vários níveis de experiências traumatizantes que provocaram cicatrizes emocionais, psicológicas e físicas. O ciclo de separação e abandono é uma experiência compartilhada que impacta tanto homens como mulheres, influenciando a maneira como nos apresentamos em nosso dia a dia. É evidente que existe uma crise de ausência paterna na América. De acordo com a Agência do Censo dos Estados Unidos, 19,7 milhões de crianças (mais de 1 em 4) vivem sem a presença do pai em casa. Consequentemente, o fator pai está presente em cerca de todos os males sociais enfrentados atualmente nos Estados Unidos. (2017. U.S. Census Bureau. (Agência do Censo dos EUA) Os dados representam crianças vivendo sem o pai biológico, adotivo ou padrasto). Não é preciso afirmar que os pais desempenham um papel fundamental na unidade familiar e na vida dos filhos. Sem esse elemento tão valioso, importante e essencial surge a pergunta: Os homens estão sendo adequadamente equipados com as ferramentas e habilidades necessárias para assumir tal papel?

Infelizmente, muitos homens não estão preparados e perpetuam com frequência o ciclo da falta paterna que compromete seu papel de pai. A estrutura familiar está sendo atacada e os pais se tornam o alvo principal. Relacionamentos saudáveis, casamentos sólidos, colaboração entre o pai e a mãe, e ambientes estáveis para a criação e a educação dos filhos são corroídos diariamente enquanto as pessoas lutam para desenvolver relacionamentos fortes para vencer as tempestades da vida. Ao mesmo tempo, o homem tem dificuldade em encontrar seu lugar, e entender o valor e o papel crítico que desempenha na unidade familiar. Um papel secundário é enganosamente atribuído aos pais em várias questões familiares. Tenha em mente que, às vezes, os pais não são ausentes intencionalmente, mas devido a outros fatores que os proíbem de cumprir seu papel.

Há várias razões ou fatores que contribuem para a ausência paterna:

• O desenvolvimento frágil de um relacionamento

• Situação econômica – o desafio de sustentar ou contribuir para a estabilidade financeira da família

• Atividade criminosa e o sistema de justiça penal

• Influência da sociedade na família e nos sistemas reforçando o papel do pai como provedor financeiro e não como cuidador ativo

• O papel de pai conta com o suporte desarticulado da estrutura societal: Horas de trabalho, estrutura escolar, condições de moradia, cuidados de saúde e meio-ambiente.

É importante que nós, como comunidade, transformemos nossa abordagem com relação aos pais ausentes. Por décadas, consideramos a ausência de maneira degradante e crítica, perdendo a oportunidade de fornecer-lhes empoderamento e recursos para ajudá-los na transformação. Homens e pais imploram ajuda em silêncio, mas estão presos aos conceitos impostos pela sociedade de que a masculinidade e a virilidade não aceitam homens que demonstram emoções ou pedem ajuda. Sendo assim, a sociedade produz uma masculinidade frágil e um homem incapaz de desempenhar total e adequadamente seu papel de integrante essencial da comunidade na qual a família é fundamentalmente a instituição mais importante. Proporciona um lugar seguro para o aprendizado, o crescimento e o progresso da criança. O ciclo da vida flui através da família. Sabemos que os indivíduos que se unem para formar um relacionamento e construir uma família precisam estar equipados com as ferramentas e o conhecimento para o desenvolvimento de uma fundação sólida e do cultivo de um ambiente que promova o crescimento. Estamos presenciando na sociedade uma mudança na atenção, diálogo, pesquisa, políticas e iniciativas que destacam a importância dos pais. Assistimos a comerciais que representam melhor a imagem dos pais como ativamente envolvidos na vida dos filhos. Todos temos um papel a desempenhar no fortalecimento da família e o foco nos pais é fundamental para este esforço.

O que os pais podem fazer

1. Pense antes de decidir ser pai e considere sua capacidade de cuidar de seu filho física, emocional e financeiramente.

2. Aja deliberadamente e seja um homem que rompa o ciclo da ausência paterna comprometendo-se a ser um pai ativo e participante.

3. Conecte-se com programas que apoiem o desenvolvimento masculino e fortaleçam a habilidade de exercer o papel de pai.

4. Reconheça que o pai desempenha um papel crítico no desenvolvimento positivo do filho.

5. Busque um relacionamento saudável e positivo para que a criança tenha um lar estável e a influência de um pai e uma mãe fortes.

O que as mães podem fazer

1. Escolha cuidadosamente a pessoa com quem terá um filho: ele possui as qualidades/qualificações e o potencial para ser um bom pai? Avalie seus valores, padrões e crenças.

2. Tenha consciência de sua bagagem emocional. Analise sua comunicação, atitude e motivos. Avalie e garanta que não esteja usando seu filho como um joguete no centro das dificuldades emocionais que podem ocorrer entre a mãe e o pai.

3. Procure e construa uma rede de suporte ativa na criação de seu filho. Identifique recursos/programas comunitários e homens de caráter (coaches, mentores, pastores, etc.) que possam auxiliar na ausência do pai biológico.

Nós podemos, como comunidade, trabalhar juntos no fortalecimento da família trazendo os pais de volta! 

Arlene L. Connelly é a fundadora e CEO do ISEE GROUP, LLC, uma nova companhia de desenvolvimento humano cuja missão é “Restaurar a visão para a obtenção de relacionamentos vibrantes, famílias bem-sucedidas e comunidades mais fortes”. Arlene é uma estrategista de enriquecimento da vida e líder sempre pronta para servir que dedicou mais de 27 anos à área de serviços sociais fornecendo experiências de liderança, gerenciamento, supervisão e administração em educação superior e sem fins lucrativos, e atendendo a adultos, jovens de risco e populações carentes. Arlene é palestrante/treinadora e coach John Maxwell certificada; profissional de desenvolvimento de liderança e organizacional; estrategista de enriquecimento da vida; coach de relacionamentos saudáveis e fortalecimento da família; especialista em desenvolvimento profissional e de juventude positiva, além de mediadora certificada em desenvolvimento profissional global. É a autora do livro “Let Your Daddy Lift You Up - Healing Daddy Issues to Build Healthy Relationships” (Conte com a ajuda de seu pai – Resolva os problemas entre vocês para construir relacionamentos saudáveis). O livro é um testemunho de como a autora superou traumas, adversidade e desafios para transformar a dor em triunfo e a adversidade em oportunidade.

Para saber mais sobre Arlene L. Connelly acesse ALCSpeaks.com.

Para mais informações sobre o ISEE Group, LLC acesse nosso website www. iseegroupllc.com ou envie um e-mail para aconnelly@iseegroupllc.com.

Share this post

Learn More About CSC Broward

Accessibility Statement

Our organization provides leadership, advocacy and resources to enhance the lives of the children of Broward County and empower them to become responsible, productive adults.

Stay Connected